Deus Me Livre

Laudarcy Ricardo de Oliveira / Serginho Sol / Darci Rossi

Te amo, mas não quero
Nem te ouvir e nem te olhar
Por isso, Deus me livre
Eu tenho medo de voltar

Me fez sofrer demais
Mas te olhando eu fico bobo
Por isso, Deus me livre
De encarar você de novo

Te amo, mas vivo a fugir desse amor
Não dá pra ficar cara a cara
Eu quero esquecer
Mas se vejo você, coração dispara

Por isso, não quero te ouvir nem te olhar
Melhor continuar como estamos
Não posso voltar
Deus me livre te amar
Mas eu te amo

Te amo, mas não quero
Nem te ouvir e nem te olhar
Por isso Deus me livre
Eu tenho medo de voltar

Me fez sofrer demais
Mas te olhando eu fico bobo
Por isso, Deus me livre
De encarar você de novo

Te amo, mas vivo a fugir desse amor
Não dá pra ficar cara a cara
Eu quero esquecer
Mas se vejo você, coração dispara

Por isso, não quero te ouvir nem te olhar
Melhor continuar como estamos
Não posso voltar
Deus me livre te amar
Mas eu te amo

Te amo, mas vivo a fugir desse amor
Não dá pra ficar cara a cara
Eu quero esquecer
Mas se vejo você, coração dispara

Por isso, não quero te ouvir nem te olhar
Melhor continuar como estamos
Não posso voltar
Deus me livre te amar
Mas eu te amo

Wissenswertes über das Lied Deus Me Livre von Raça Negra

Auf welchen Alben wurde das Lied “Deus Me Livre” von Raça Negra veröffentlicht?
Raça Negra hat das Lied auf den Alben “Millennium” im Jahr 1999, “Raça Negra (Ao Vivo)” im Jahr 1999, “O Melhor de Raça Negra” im Jahr 2001, “Me Leva Junto Com Você” im Jahr 2004, “Raça Negra (Ao Vivo)” im Jahr 2005, “Novo Millennium” im Jahr 2005, “Raça Negra & Amigos (Ao Vivo)” im Jahr 2012, “Raça Negra e Amigos II (Ao Vivo)” im Jahr 2017, “O Mundo Canta Raça Negra (Vol. 1) (Ao Vivo)” im Jahr 2022 und “O Mundo Canta Raça Negra (Ao Vivo)” im Jahr 2022 veröffentlicht.
Wer hat das Lied “Deus Me Livre” von Raça Negra komponiert?
Das Lied “Deus Me Livre” von Raça Negra wurde von Laudarcy Ricardo de Oliveira, Serginho Sol und Darci Rossi komponiert.

Beliebteste Lieder von Raça Negra

Andere Künstler von Pagode